Alep vai gastar R$ 80 mil em projeto para “climatização”

Só o projeto para a instalação de um sistema de climatização no Palácio 19 de Dezembro, prédio administrativo da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), vai custar R$ 80 mil aos cofres do órgão público. Este é o valor do lance vencedor da licitação realizada pela Alep em fevereiro. Pelo teto do edital, a casa estava disposta a pagar até R$ 164 mil pelo projeto. O extrato da homologação do contrato foi publicado no Diário Oficial da Assembleia.

Se terá algum equipamento instalado pelo mesmo contrato? Não. O edital foi para a contratação de empresa para a produção de “Projeto Executivo de Climatização para a implantação de um novo sistema de ar-condicionado no padrão VRF”. Pelos R$ 80 mil a empresa vencedora fornecerá, no prazo estipulado em contrato, três vias assinadas e impressas dos projetos executivos, bem como arquivos digitais das plantas e demais arquivos relacionados.

O projeto deve balizar a instalação de novos equipamentos no prédio administrativo da Alep, que segundo justificativa no edital, conta hoje com “salas sem equipamento de climatização”. Além disso, de acordo com o documento da licitação, os que estão instalados no prédio, “devido ao desgaste, não atendem a demanda necessária”.

Justifica ainda a Alep que com “o novo projeto o objetivo é atender os níveis de temperatura e umidade estabelecidos nas normas regulamentadoras do Ministério do Trabalho. Neste sentido a administração da Alep, decidiu por conveniente realizar a instalação de um novo sistema de climatização no padrão VRF”.

Leia a íntegra do edital publicado no portal da transparência da Alep, e leia também o documento de homologação do resultado do pregão, com o valor e empresa vencedoras do trâmite. Com isso abrimos mais uma coluna de #ComprasDaSemana. Confira abaixo mais alguns editais compilados pelo Livre.jor.

Copel quer contratar maestro e tecladista para coral por R$ 77 mil – o Coral da Copel precisa de um regente e de um pianista para acompanhamento nos ensaios e nas apresentações de fim de ano e aniversário da empresa. Para isso, a Copel está disposta a gastar até R$ 77 mil em licitação para contratação desses profissionais – maestro e tecladista com teclado próprio.

O valor, segundo edital da empresa, compreende preço mensal de R$ 6,1 mil para ambos profissionais, somado de doze parcelas para ensaios extras de R$ 360,00 cada, além de R$ 915,00 para apresentações no Natal e no Aniversário da Copel. Tanto o maestro-regente quanto o tecladista terão de apresentar atestado de capacidade técnica e indicar experiência de no mínimo dois anos.

A concentração das apresentações são nos últimos três meses do ano. Após isso, o coral entra em férias coletivas. Mas não o maestro e o tecladista. Segundo o documento da licitação, o período de férias do coral fica “disponível para o Maestro/Regente e pianista prepararem o repertório musical, partituras e agenda de apresentações do ano”. Acesse a área de licitações no site da Copel e confira a íntegra do edital de licitação.

Em Brasília, Câmara vai gastar até R$ 13 mil para “colorir” iluminação – verde, azul, vermelho e luz natural fosca estão entre os filtros para iluminação que serão comprados pela Câmara dos Deputados. O lote pode chegar a R$ 13 mil para a compra de 20 filtros. Os preços unitários variam de R$ 239 a R$ 738,48. De acordo com a justificativa da Casa de Leis, a compra dos produtos atende a necessidade dos “equipamentos de iluminação cênica instalados no auditório, na redação da TV Câmara e no estúdio”, bem como para uso em “reportagens externas”.  Leia no site da Câmara dos Deputados

#comprasdasemana – Seguimos a empreitada, aqui no Livre.jor – totalmente inspirada pelo Contas Abertas – de vasculhar editais e diários oficiais para registro das compras mais inusitadas, despropositadas e divertidas dos poderes públicos paranaenses. Ressaltamos que não há aqui qualquer apontamento ou indicação de suspeita de irregularidade nestes gastos, apenas resolvemos agrupar as compras pitorescas, que se destacam nas páginas dos editais públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + 19 =