Animado, carnaval nos editais tem até Tropa de Elite #ComprasDeCarnaval

Se na capital paranaense minguou o recurso da ex-prefs e atrapalhou um pouco o agito dos foliões curitibanos, no litoral e em várias cidades no interior do Paraná o poder público não deixou “peteca cair”.  Passada a ressaca do carnaval, aqui está a versão “pierrô e colombina” da coluna #ComprasDaSemana – que excepcionalmente desta vez vai se chamar #ComprasDeCarnaval. Skindô! Teleco-teco! Ziriguidum!

Digitamos “carnaval” no site de busca do Diário Oficial da Indústria e encontramos alguns editais e contratos para nosso compilado. Tem Tropa de Elite, R$ 300 mil em trio elétrico, apoio da Copel Telecomunicações e muito mais nas prefeituras do Paraná.

Bora começar por Guaratuba, um dos carnavais mais agitados do litoral paranaense. O edital que previu a contratação de serviços de bandas, trio elétrico, banheiros e segurança para o Grito de Carnaval e para o Carnaval de Rua foi publicado com o teto de R$ 506 mil. Dos editais e contratos que achamos nos Diários da Indústria do Estado, é o que estipulou maior valor para custear a folia dos paranaenses. E em se tratando do litoral, não foi apenas para os pouco mais de 35 mil guaratubanos.

E qual o peso de cada coisa nesse valor? Foram licitados três lotes. No primeiro, o com maior valor – R$ 308 mil, a prefeitura buscava a contratação de dois caminhões para a divulgação do evento, ao custo máximo de R$ 40 mil; um trio elétrico com banda para quatro apresentações ao custo de até R$ 148 mil e um trio elétrico para três apresentações, ao teto de R$ 119 mil.

No segundo lote, o objeto de contratação eram 100 banheiros químicos por até R$ 46 mil, e o terceiro lote previa a contratação de equipe de rua e empresa de segurança ao custo de até R$ 151 mil. O contrato com os valores finais não foram encontrados no site. Mas o Livre.jor, na jornada dos #365PedidosDeInformação, solicitou cópia do documento à prefeitura com base na Lei de Acesso à Informação. Já o edital pode ser acessado no site da prefeitura de Guaratuba.

Apoio da Copel ao carnaval de Guaratuba foi de R$ 150 mil – Certo é que a prefeitura não bancará sozinha esse custo da folia. Um dos apoiadores financeiros já sabemos, que é a Copel Telecomunicações, braço da estatal de energia elétrica que atua no setor de internet em banda larga. Segundo Diário Oficial da Indústria desta quarta-feira (8), foram R$ 150 mil para “patrocínio ao evento Carnaval de Guaratuba”, valor repassado ao “Recanto Casa da Mata Promoções e Eventos Ltda”. Por meio da lei de acesso à informação solicitamos cópia do memorando interno que contém, segundo o edital da Copel, a justificativa para o fornecimento do apoio.

Tropa de Elite no Carnaval da Seringueira em Ubiratã – Quem disse que carnaval só fica no litoral e na capital? Em Ubiratã, na microrregião de Goioerê, a prefeitura garantiu a folia dos cidadãos com o patrocínio do “Carnaval da Seringueira” de 2017.

Somados, os custos dos editais (3321, 3327 e 3334/2017) para a folia de rua da cidade foi de R$ 160 mil. Dois dos editais foram para contratação de serviços e locação de segurança, palco, som e iluminação e demais serviços e produtos, ao custo de R$ 105 mil.

E quem garantiu a agitação dos mais de 21 mil ubiratãenses, segundo estimativa do IBGE para 2016, no Carnaval Seringueira? Os conjuntos Tropa de Elite de Maringá e Maximus Banda Show. O valor do contrato, feito por inexigibilidade, foi de R$ 55 mil para garantir a alegria musical da cidade. Confira os editais no site da Prefeitura de Ubiratã

R$ 5 mil pra decorar o salão em Céu Azul – O carnaval dos cerca de 12 mil céu-azulenses foi decorado e “baratinho”. Ao menos no tocante ao edital de pregão presencial n.º3/2017, foram aplicados pela prefeitura R$ 4.750 na “decoração do Salão de Eventos no Parque de Exposições Emilio Henrique Gomez”.

O que foi feito lá? Segundo o contrato, os foliões passaram por um “tunel com tecidos e plantas altas com cachepôs” no hall de entrada do salão e dançaram na decorada “pista com malhas tencionadas em várias cores”. Confira no site da prefeitura de Céu Azul

Em São Pedro, pedrisco é tatame no carnaval – Banheiro químico com limpeza diária para garantir o alívio da galera, tenda montada pra quebrar o sol e barrar a chuva na cabeça dos foliões, segurança para manter a ordem e aquietar os mais “animados” e pedrisco… isso mesmo, pedrisco para aguentar o pisa-pisa dos seis mil são pedrenses no carnaval deste ano.

O check lista da Prefeitura de São Pedro do Iguaçu, município no oeste paranaense, próximo a Toledo, é curto e foi garantido pelo edital n.º 13/2017, ao custo de R$ 27 mil. Confira no site do executivo municipal

Sonhos e Magia no carnaval brazense – Quem disse que não tem carnaval e agito no norte pioneiro do Paraná? Em Wenceslau Braz, a folia ficou sob a condução das bandas Sonhos e Magia Show e Sttagio Final, contratadas pela prefeitura mediante o edital de inexigibilidade 5/2017,  ao custo de R$ 44,7 mil. O contrato das bandas foram para “apresentação no Espaço de Lazer Chico Ferreira, no 1º Carnaval, nos dias 26 e 27 de fevereiro de 2017”. O extrato do contrato pode ser visto no Diário da Indústria de 15 de fevereiro.

Perdemos alguma festa? Email para contato@livre.jor.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + treze =