Assembleia lança edital de até R$ 55 mil para flores

A assembleia legislativa pode gastar até R$ 55 mil em novo contrato para fornecimento de flores, arranjos e coroas. O extrato do edital foi publicado no Diário Oficial da última sexta-feira (6). O teto apresentado pela casa de leis é 23% menor que o edital dos dois últimos anos, de R$ 72 mil. Isso, no entanto, não implica menor gasto com o tipo de produto da licitação para a assembleia.

Isso porque o edital é do tipo registro de preços, pelo qual a Alep cota os valores dos produtos elencados na licitação. A compra ou não do material é condicionada à necessidade da casa de leis. Com isso, o que determina o real gasto não é o teto da licitação, mas sim o gasto apresentado ao longo da vigência do contrato.

Em 2015 e 2016, o resultado da licitação foi de R$ 72 mil para ambos os anos, e a vencedora das duas licitações foi a empresa Agapanthus Floricultura. De acordo com o site de transparência do governo estadual, entre 1.º de outubro de 2014 a 30 de setembro de 2016, a Alep pagou pouco mais de R$ 12,5 mil para a floricultura. No mesmo período no ano posterior, o montante subiu para cerca de R$ 39 mil.

A lista de itens de floricultura que podem ser comprados pela assembleia aumentou de 35 para 36 itens, com a inclusão de “mini-bouquet com flores da estação”, cujo preço unitário pode chegar a R$ 78. De acordo com o edital, os arranjos e buquês “deverão conter flores naturais nobres, flores tropicais, flores do campo além de folhagens para decoração”. Confira o edital completo no site da Alep. E com essa abrimos mais um #ComprasDaSemana. Veja abaixo outros editais destacados pelo Livre.jor.

R$ 158 mil em transporte de obras artísticas – enviar 1.272 itens do acervo do Museu de Arte Contemporânea (MAC) para o Museu Oscar Niemeyer pode custar até R$ 158.663,67 mil. É o que aponta o edital publicado pela secretaria de cultura publicado no Diário Oficial da Indústria desta segunda-feira (9). A guarda do acervo será temporária, e o transporte atende a “execução da obra de restauração das instalações do MAC”.

Dentre as obras, o edital especifica “pinturas, esculturas, desenhos, mapotecas, mídias, livros e catálogos”. A empresa vencedora da licitação deverá não apenas transportar, mas “retirar, desmontar, embalar, transportar, descarregar, montar e entregar os bens nas mesmas condições no momento da retirada” além de “zelar pela destinação, integridade e sigilo da carga a ser transportada”.

Pasta vampiricida, sangue de carneiro, plasma de coelho? – calma lá, não é manta de alho e nem material de caçador de vampiro e muito menos receita para ritual antigo. São materiais para uso em controle de pragas e para outras ações da Agência de Defesa Agropecuária (Adapar). A pomada vampiricida, por exemplo, é para “controle individual de morcegos hematófagos”. Isso mesmo. O lote, de mil bisnagas de 50 gramas do veneno a base do anticoagulante warfarina, pode chegar a R$57.066,70. O material é utilizado no programa de controle da raiva.

E o restante? São materiais para atender a Área de análise de Alimentos, Laboratório de Microbiologia e pela Área Animal, Laboratório de Bacteriologia. O edital para esta licitação prevê a compra de 200 frascos de 15 ml de sangue de carneiro ao custo unitário de até R$ 25, doze embalagens com 100 ml de gemas de ovo cuja unidade pode custar até 111, e 50 unidades de 1 ml de plasma de coelho, com preço de até R$ 38. O lote pode chegar a R$ 8,4 mil. Veja aqui o edital da pomada vampiricida e clique aqui para conferir o edital do sangue de carneiro no site da transparência.

#comprasdasemana – Seguimos a empreitada, aqui no Livre.jor – totalmente inspirada pelo Contas Abertas – de vasculhar editais e diários oficiais para registro das compras mais inusitadas, despropositadas e divertidas dos poderes públicos paranaenses. Ressaltamos que não há aqui qualquer apontamento ou indicação de suspeita de irregularidade nestes gastos, apenas resolvemos agrupar as compras pitorescas, que se destacam nas páginas dos editais públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 4 =