#ComprasDaSemana: de R$ 110 mil em salgados a R$ 136 mil em carteiras de couro

Sanepar pode gastar até R$ 110 mil em serviço de coffee break. O valor é referente ao lance final da empresa vencedora da licitação da estatal, voltada especificamente para atender a eventos e reuniões nas unidades da empresa em Maringá. Publicado no Diário Oficial da Indústria em agosto, o pregão já foi realizado e aguarda julgamento interno na Sanepar.

Para ser servido nos intervalos dos eventos, de acordo a Sanepar o coffee break é um instrumento de estímulo à concentração, favorece a disposição e o relaxamento psicofísico”. Além disso, no edital, a justificativa também aponta que eleva a sensação de bem-estar e o rendimento da capacidade cerebral, além de propiciar a melhoria do relacionamento interpessoal.

No site constam lances de três empresas, das quais duas atingiram o valor de meio milhão, e a empresa vencedora aparece com o lance de R$ 184.800,00 mil. O valor do lance depois foi reduzido para R$ 140 mil e posteriormente para R$ 110 mil, valor final do processo.

Segundo o edital da licitação são 8,8 mil refeições, sendo que cada uma deverá ter mínimo de quatro salgados, totalizando 120 gramas dois doces com 80 gramas e suco de 300 ml por pessoa. Na sugestão de cardápio tem folheados de frango, croissant de presunto e queijo, empadinhas, mini sanduíches de presunto e de frango com catupiry, cueca virada carolinas, mini sonhos e diversos tipos de bolos.

Os serviços serão realizados de acordo com as solicitações da Sanepar e o pagamento será realizado mensalmente. O edital também especifica que a empresa “não se compromete a utilizar em sua totalidade as quantidades orçadas sendo essa uma estimativa de necessidade”.

E com este edital iniciamos mais um #ComprasDaSemana que conta ainda com outras licitações compiladas pelo Livre.jor. Sobre o que é o #Compras? Confira o recado ao final da coluna.

R$ 136 mil em carteiras de couro para a Sesp

A secretaria de segurança publicou edital no Diário Oficial do dia 6 de setembro para compra de até R$ 136 mil para a aquisição de “carteiras em couro tipo porta documentos na cor preta para as carreiras policiais, para atender as necessidades do Instituto de Identificação da Polícia Civil”.

Serão 1.650 carteiras. Na pesquisa de preços que embasou o edital registrou-se valores unitários para as carteiras de R$ 52 a R$ 120. O preço médio por unidade foi de R$ 82,60, gerando o valor máximo do edital, fixado em até R$ 136.290,00.

De acordo com o edital, a carteira deve ser de “couro bovino (vacum) legítimo, com tingimento atravessado e pigmentado na cor preta. O semibrilho do tingimento deverá ser do tipo médio, a espessura das peles de 10 (dez) linhas no mínimo e 12 (doze) linhas no máximo”.

A licitação, segundo justificativa da Sesp, atende a reposição do estoque. Além disso, atende-se também às “deliberações do Conselho da Polícia Civil, concedendo reposição do porta documento por extravio ou furto, além da procura pelos servidores para trocarem suas carteiras em razão do desgaste do material pelo uso”. Clique aqui e confira no site da transparência do governo estadual

Tribunal eleitoral pode gastar R$ 20 mil em carimbos

Voto eletrônico, leitura biométrica e processos de digitalizações de documentos e processos no Tribunal Eleitoral não foram avanços suficientes para retirar as necessidades de uma das mais emblemáticas “ferramentas” do setor público: o carimbo. Prova disso é o edital recém-lançado pelo TRE para compra de R$ 20,9 mil em carimbos.

O trâmite é para registro de preços para eventual aquisição de três tipos de carimbos, cujos preços máximos por produto variam de R$ 16 a R$ 21 e com metragem de 10cm² a 40cm². São três lotes de carimbos, totalizando 1,15 mil unidades, dos quais mil serão destinadas ao TRE e 150 para o 5º Batalhão Logístico.

Segundo o edital, os carimbos deverão ter garantia mínima de 12 meses. O TRE afirma ainda que haverá testes de recebimento, efetuados “um a um verificando-se a qualidade do material e do acabamento, inclusive a existência de rebarbas na borracha na extremidade da base do carimbo”. Confira a íntegra do documento da licitação de ata de preços no site do TRE

 

#comprasdasemana – Seguimos a empreitada, aqui no Livre.jor – totalmente inspirada pelo Contas Abertas – de vasculhar editais e diários oficiais para registro das compras mais inusitadas, despropositadas e divertidas dos poderes públicos paranaenses. Ressaltamos que não há aqui qualquer apontamento ou indicação de suspeita de irregularidade nestes gastos, apenas resolvemos agrupar as compras pitorescas, que se destacam nas páginas dos editais públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 17 =