#ComprasDaSemana: quantas persianas dá para comprar com R$ 55 mil?

De pura curiosidade, já que o edital do pregão presencial 11/2015, do Instituto Paranaense de Ciência do Esporte (IPCE), não está disponível no portal de transparência do governo estadual, pedimos cópia do documento por email mesmo (licitacao@seet.pr.gov.br). A dúvida era saber certinho o objeto da licitação, que previa gastos de até R$ 492 mil em “serviços de manutenção preventiva e corretiva em geral e aquisição e instalação de persianas”. Será que era tudo em persiana?

Quando a resposta veio, algumas surpresas: tem bastante grana pras persianas, mas a despesa responde só por R$ 55 mil do valor total. Com isso, o IPCE quer adquirir e instalar 275 m² de persianas rolô, em tecido Screen (R$ 200/m2), acompanhadas do trilho. E o resto? Vejam que interessante: mês passado divulgou-se que o Ginásio do Tarumã, interditado desde 2013 por não ter saídas de emergência adequada, seria reaberto após uma reforma orçada em R$ 810 mil.

O lote 1 desse pregão presencial, e não dá para supor isso do extrato do edital, destina R$ 364,5 mil para o prédio abandonado. Diz lá que essa quantia deve dar para lavar e pintar a parte externa do ginásio, assim como arrumar o letreiro, reparar a fiação e vidraçaria danificadas, além de recuperar o portão do estacionamento e ali substituir o asfalto por concreto. Dentro ainda teria grana para fiação, banheiros, calhas e retirada de equipamentos considerados inservíveis, como aqueles da cozinha e os 231 m² de piso emborrachado no fundo da quadra.

A diferença, de R$ 72,4 mil, vai para reforma da própria sede do IPCE (lote 2). Na lista, calhas e banheiros novos. Só saberemos quem porá as persianas, e reformará o Ginásio do Tarumã, no dia 2 de dezembro, às 11h, quando serão abertos os envelopes com propostas de preço na sede do IPCE, na rua Pastor Manoel Virgínio de Souza, 1.020, no no bairro Capão da Imbuia, em Curitiba. Nós linkamos o edital disponibilizado aqui, mas se você se interessou é melhor pegar direto da fonte. Contudo, atenção!, que eles cobram R$ 20 pela cópia impressa, enquanto solicitar por email é de graça.

Lavanderia da Justiça
Enquanto isso, no Tribunal de Justiça do Paraná, a administração do órgão resolveu abrir licitação para contratar “serviços de lavanderia”. O pregão eletrônico 48/2015 está marcado para o dia 4 de dezembro e prevê gastar até R$ 8.439,50 por mês com a limpeza de 50 togas, 1.200 panos de prato, 267 toalhas de mesa, 10 tapetes egipícios felpudos, 70 lençóis e outros itens descritos no anexo 1 do documento. Quem vencer vai ter que ir lá no TJ-PR pegar os panos, lavá-los, secá-los, higienizá-los e devolvê-los onde pegou.

Limpeza de ralos
O problema na Assembleia Legislativa do Paraná é outro: contratar empresa “especializada em desentupimento e limpeza de ralos, vasos, mictórios e pias”. Pela tarefa de meter a mão na sujeira, serão pagos R$ 20,163 mil à construtora PG Ltda. O mais legal nessa informação é passarmos a saber, graças ao edital do pregão 53/2015, que lá na Alep existem 234 pias, 230 vasos sanitários, 175 ralos e 51 mictórios – com direito à distribuição deles nos prédios. Curioso? Consulte a página 12 do documento.

Auditoria no Paranacidade
Parece que o Fundo de Desenvolvimento Urbano (FDU) e o Paranacidade passarão por auditoria contábil externa. Ao menos é pra isso que a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano abriu a licitação 2/2015, na categoria tomada de preços. A pasta comandada por Ratinho Júnior (PSC) está disposta a pagar até R$ 16,4 mil para quem topar o serviço. Só conheceremos as concorrentes no dia 8 de dezembro, quando acaba o prazo para entrega dos envelopes. A escolhida terá dois meses para realizar o pente-fino, com entrega do relatório “impreterivelmente” até o dia 16 de fevereiro de 2016.

Grama esmeralda
No dia 7 de dezembro, a Prefeitura de Foz do Iguaçu vai comprar 30 mil m² de grama tipo esmeralda – “zoysia japônica”, pros íntimos – para pôr em praças esportivas do município. É o suficiente para cobrir pouco mais que quatro campos padrão Fifa, esses de jogos internacionais, com aproximadamente 7 mil m² de área. Quanto? Não sabemos. Vai ser por tomada de preço, então o lance é aguardar que a administração veja o custo da grama lá no Oeste.

A coluna #ComprasDaSemana é totalmente inspirada pelo Contas Abertas – de quem copiamos a ideia de vasculhar editais e diários oficiais para registro das compras mais inusitadas, despropositadas e divertidas dos poderes públicos paranaenses. Ressaltamos que não há aqui qualquer apontamento ou indicação de suspeita de irregularidade nestes gastos, apenas resolvemos agrupar as compras pitorescas, que se destacam nas páginas dos editais públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + quinze =