Curitiba: 183 ônibus que rodam com vida útil vencida têm idade média de 12,42 anos

Wikimedia Commons
O biarticulado prefixo HD 239 é um dos ônibus que seguem rodando mesmo com vida útil vencida

Os 183 ônibus com vida útil vencida que seguem a operar no transporte coletivo de Curitiba tem em média 12,42 anos de uso, informa a prefeitura de Curitiba em resposta a pedido de informações apresentado pelo Livre.jor.

Perguntamos à prefeitura qual a idade limite dos veículos aceitos no sistema de transporte da cidade, já que a definição do edital de licitação lançado em 2009 (e que balizou o questionado contrato firmado pelo município com as empresas) é de difícil compreensão – e, por extensão, pouco transparente).

Segundo esse texto, a “vida média da frota operante de uma empresa concessionária do Sistema de Transporte Urbano de Curitiba é obtida através de um cálculo que considera a idade de todos os veículos de cada categoria da concessionária”.

“Estas idades, na média, devem manter o índice cinco anos por categoria, exceto para os ônibus das categorias Expresso e Linha Direta nos primeiros cinco anos do contrato, conforme estabelecido no item 2.1.10 do Termo de Referência do Edital 005/2009.”

Na nova resposta, a Diretoria de Transporte da Urbs (empresa que pertence à prefeitura e é responsável por comandar o transporte público da cidade) diz que a “vida útil de cada veículo deve obedecer a seguinte descrição”:

▪ Categoria biarticulado: vida útil de dez anos e de 11 a 15 anos para a frota reserva

▪ Demais categorias de linhas: vida útil de 10 anos e de 11 a 12 anos para a frota reserva

Trocando em miúdos, quer dizer que, após completar dez anos, o ônibus deve ser retirado de circulação – ou, no máximo, ser transformado numa espécie de estepe, a ser usado apenas caso haja problemas com veículos mais novos.

O problema, como contamos aqui, é que uma disputa judicial entre prefeitura e empresas barrou a compra de ônibus novos – a última foi em 2012. Com isso, a idade média da frota subiu e ultrapassou os cinco anos (era de 6,26 anos) no início de julho. Mais grave: 183 ônibus romperam o limite de idade imposto no edital, mas seguem a rodar.

Abaixo, para relembrar, o prefixo de cada um deles.

Captura de Tela 2015-07-07 às 21.54.09

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − um =