Now Reading
Curitibanos são mais receptivos ao pronunciamento de Temer, aponta pesquisa do governo

Curitibanos são mais receptivos ao pronunciamento de Temer, aponta pesquisa do governo

“É fácil bater no Michel Temer, é fácil bater no governo”, disse o presidente em seu pronunciamento no último dia 20 de abril, às vésperas do dia de Tiradentes e do descobrimento do Brasil. Pois bem, saiba que uma pesquisa do governo aponta que as mensagens de “otimismo” de Temer tiveram boa recepção na capital brasileira e em Curitiba.

A pesquisa qualitativa encomendada pela Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), foi realizada também em São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus e Salvador. Em todas as capitais foram promovidos grupos focais com oito participantes que declararam suas impressões sobre o vídeo do pronunciamento. Lembra? Então veja o vídeo abaixo.

“Eu acho que ele gera expectativa de ver aquilo que pode vir depois disso, se realmente vem acompanhado de uma ação”, é o que manifestou um dos integrantes do grupo focal em Curitiba. A impressão dos pesquisados na capital paranaense foi de encontro à impressão das outras cidades.

De acordo com o relatório da pesquisa, a “tendência inicial dos participantes foi manifestar descrédito em relação à figura do Presidente e criticar a tentativa de passar um discurso otimista que, na visão geral, não condiz com a realidade percebida e vivenciada no país”.

See Also

Em Curitiba e em Brasília “houve concordância com as falas do ponto de vista econômico”, indica a análise da pesquisa. Mas, claro, não foi também lá um apoio, conforme completa o relatório. “Não houve entusiasmo, mas a opinião foi que realmente a situação econômica melhorou um pouco”. Na prática, os curitibanos e os pesquisados na capital brasileira “reconheceram que parte das queixas do presidente sobre falta de reconhecimento nas melhorias é verdadeira”.

Ficou curioso para saber mais sobre o resultado da pesquisa? Então clique aqui e baixe o PDF no site da Secom.

View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

2 − 1 =