Dos 5 mil inquéritos abertos pelo MP-PR em 2017, 42% investigam o poder público

Divulgação/AEN

Na edição do dia 18 de outubro do Diário Oficial do Estado foi divulgada uma nova relação das investigações abertas pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR). Quem acompanha o Livre.jor já sabe que temos verdadeira obsessão por essas listas, pois elas dão um panorama da política estadual. Até o momento, o MP-PR já registrou 5.445 inquéritos civis, 2.285 deles na área de Patrimônio Público – 42% do total.

Se mantiver esse ritmo de abertura de novos casos até o final do ano, o Ministério Público do Paraná não repetirá a marca obtida em 2016, quando 7.831 inquéritos foram registrados. No ano passado, segundo a plataforma online que permite consultar esse tipo de investigação, 3.276 apurações sobre políticos, gestores e servidores públicos foram abertas (41%).

A tendência é que o “desempenho” do MP-PR neste ano fique próximo do de 2015, quando foram abertos 6.670 inquéritos. Este não é um indicador exato, pois o sistema de consulta não computa os procedimentos preparatórios (“suspeitas leves”), apenas os inquéritos civis (“indícios fortes”) – e ainda faltam funcionalidades à busca. Por exemplo, para saber quantos destes inquéritos viraram ações judiciais, ou foram arquivados, é preciso extrair os dados de várias páginas na internet e depois tabulá-las.

Fica mais complicado ainda se considerarmos que o inquérito pode não ser judicializado, mas desembocar numa recomendação administrativa ou num termo de ajuste de conduta – não há filtro no Portal da Transparência para obter esse refinamento na análise. Nos próximos meses vamos tentar apurar isso, podem deixar. Enquanto essa notícia não chega, no final dessa postagem está uma imagem com seis extratos selecionados das 850 investigações mais recentes – publicadas aqui, entre as páginas 225 e 239.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + quatro =