Em cinco meses, deputados gastaram R$ 7,2 milhões da cota parlamentar

Alep

Entre janeiro e maio deste ano, os deputados estaduais usaram R$ 7,2 milhões da verba de ressarcimento. A maior parte, segundo levantamento feito pelo Livre.jor, foi em gastos com combustíveis, R$ 1,2 milhão, locação de veículos, R$ 1 milhão, e serviços técnicos especializados, R$ 993 mil. Desde o início da legislatura, em 2015, foram gastos R$ 44 milhões para cota parlamentar.

Os dados, compilados do portal da transparência da Assembleia Legislativa, atualizam o observatório #NaContaDoDeputado, criado pelo Livre.jor em 2016 para acompanhamento do uso da verba pelos parlamentares.

Por mês, cada um dos 54 deputados tem acesso a ajuda de custo de R$ 31,4 mil para ressarcimento de gastos com serviços e produtos no exercício parlamentar. O valor é cumulativo no ano. Ou seja, o que o deputado não gasta em um mês, pode ser utilizado nos próximos meses. Ao todo são 28 tipos diferentes de serviços e produtos que estão na lista de gastos que podem ser ressarcidos.

Em maio, segundo os últimos dados atualizados no site da Alep, em 21 de junho, foram utilizados R$ 1,53 milhão da verba. A maior parte, 42% da verba, foi para ressarcimento de gastos com combustíveis, R$ 245 mil; serviços técnicos, R$ 213 mil; e locação de veículos, R$ 187 mil. Confira abaixo como foi o uso da verba em maio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =