Ex-ministra do STF, Ellen Gracie comandará investigação interna da Vale sobre Brumadinho

A Vale publicou nesta quarta-feira (30) nota à imprensa informando que a ex-ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Ellen Gracie, foi escolhida pela empresa para coordenar o Comitê Independente de Assessoramento Extraordinário de Apuração (CIAEA). De acordo com a nota da empresa, a escolha foi realizada em processo seletivo “liderado pela empresa internacional de consultoria Korn Ferry”.

O comitê atuará no apoio ao conselho de administração (CAD) da mineradora na “apuração de causas e eventuais responsabilidades no contexto do rompimento da Barragem I da Mina Córrego de Feijão, em Brumadinho (MG)”. A criação do comitê estava prevista em reunião do CAD da empresa no último domingo (27).

Na segunda (28), a empresa informou aos acionistas ter instituído um Comitê de Resposta à Crise (CRC)Pela nota assinada pelo diretor executivo de relações com investimento, Luciano Siani Pires, o comitê é composto por membros independentes às operações da mina do Córrego do Feijão.

Livre.jor já mostrou que a barragem rompida estava a menos de 500 metros de uma Área de Preservação Ambiental, conforme mostra o projeto Latentes, que mapeou possíveis conflitos socioambientais em todo o Brasil. O minério de ferro era explorado ali desde os anos 1940.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 3 =