Orçamento do Paraná para 2019 é R$ 2 bilhões menor que o deste ano

O governo estadual enviou à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) projeto de lei com os orçamentos e despesas previstas para 2019. Segundo levantamento do Executivo para o próximo ano, o caixa do governo receberá pouco mais de R$ 54 bilhões. A quantia apresenta queda de R$ 2 bilhões em comparação com o previsto para este ano, cujo PL enviado em 2017 pelo governo estimava receber cerca de R$ 56 bilhões.

A principal queda nas receitas para o próximo ano em comparação à tabela prevista em 2017 está em receitas de capital e em receitas intra-orçamentárias correntes, que juntas previam uma receita de R$ 9,8 bilhões em 2018, mas que passará a ter uma meta de R$ 4,8 em 2019.

No tocante aos investimento nas empresas públicas e estatais, o governo manterá o mesmo patamar. Nas despesas, o governo prevê aumento de R$ 100 milhões nos investimentos, que terá como meta R$ 3,1 bilhões. A maior diferença em comparação com o previsto para este ano é o investimento de R$ 423 milhões no Tecpar. Os maiores volumes previstos são para a Copel (R$ 1,5 bilhão) e Sanepar (R$ 911 milhões), com recursos das próprias empresas.

Nas despesas para 2019, o corte maior está no Executivo, que de uma previsão de R$ 39 bilhões para este ano, passará a um gasto estimado de R$ 36 bilhões para a administração direta. O corte vem na contramão das despesas previstas para os demais poderes que apresentaram aumento de gastos para 2019.

É o caso do Legislativo, composto pela Assembleia Legislativa e pelo Tribunal de Contas, com despesa estimada em R$ 980 milhões em 2018, que passarão para a quantia de R$ 1,2 bilhão para o próximo ano. Da mesma forma o Judiciário passa de uma despesa prevista de R$ 2,1 bilhões neste ano para cerca de R$ 2,3 bilhões em 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + dez =