Governo vai aposentar cartão telefônico indutivo

Jandrey Vicentin/AEN

A tecnologia hoje usada em território nacional está com os dias contados. A Agência Nacional de Telecomunicação (Anatel) publicou nesta sexta-feira (21) resolução que revoga o regulamento para Certificação do Cartão Indutivo, de 2007. A publicação consta no Diário Oficial da União, e começa de fato a valer a daqui 30 dias. As tecnologias e funcionalidades que substituirão o cartão indutivo ainda não foram divulgados pela Anatel.

De acordo com a resolução, a revogação se dá “pela necessidade de atualização das referências técnicas de forma a acompanhar a evolução tecnológica”, sobretudo frente ao “cenário de rápido desenvolvimento tecnológico no setor de telecomunicações com a fabricação de produtos em escala mundial e em velocidade cada vez maior”.

Entre 22 de março e 11 de abril deste ano, a agência regulamentadora promoveu consulta pública sobre a revogação do regulamento viagra sildenafil. Como fundamentação, de acordo com o informe técnico da Anate, está a redução da quantidade de Telefones de Uso Público (UTP) instalados em todo o país, caindo de 1,4 milhões em 2001 para 865 mil em 2015, e consequentemente com a queda de receita, que de 1,2 bilhão em 2004 sobe para 1,4 bilhão em 2006, e depois desde vertiginosamente para menos de 100 milhões em 2014.

Dentre os principais motivos, destaca-se o “fato de que os usuários, cada vez mais, preferem formas mais modernas de comunicação, principalmente aquelas que permitem acesso à rede de dados”. Com a redução da demanda, segundo a Anatel, a “tecnologia indutiva, que foi a única forma de pagamento disponível para a utilização dos TUP por mais de 20 anos, perdeu a atratividade econômica”.

One comment

  1. Lendo o anexo eu entendi algo diferente. O regulamento p/ certificação do cartão foi revogado mas o uso do mesmo como meio de pagamento das chamadas continua valendo até que as operadoras decidam qual será o novo meio. Com a simplificação da certificação outras empresas passaram a fabricar os cartões, tanto que após uma pausa de quase 2 anos na fabricação estou encontrando à venda agora cartões da Vivo feitos em agosto/2016 pela Formaset, especializada em impressos de segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 16 =