Por que homossexuais não podem doar sangue? Inquirimos o Ministério da Saúde

Tânia Rêgo/ Agência Brasil/Fotos Públicas

Em entrevista à rádio Bandnews FM Curitiba nesta quarta-feira, o diretor do Hemepar, Paulo Hatschbach, informou que homossexuais estão impedidos de doar sangue, a não ser que estejam em abstinência sexual há 12 meses.

O veto não é do Hemepar, mas está em portaria do Ministério da Saúde a respeito. Como tanta gente, não entendemos qual a razão dele. Assim, acabamos de registrar pedido de informações ao Ministério da Saúde a  respeito.

Perguntamos o seguinte: “O artigo 64 da portaria 2.712/2013 diz que são considerados inaptos para doação de sangue por 12 (doze) meses homens que tiveram relações sexuais com outros homens e/ou as parceiras sexuais destes. Isso exclui do rol de possíveis doadores inclusive homossexuais em relações estáveis. Qual a justificativa técnica para isso? Num país em que o Supremo Tribunal Federal decidiu por unanimidade que casais gays devem desfrutar de direitos semelhantes aos de pares heterossexuais, a portaria não está desatualizada? O MS não a considera preconceituosa?”

Assim que tivermos resposta, publicaremos.

Em tempo: a Bandnews (em que o Livre.jor tem uma coluna semanal) faz campanha nesta quarta-feira para incentivar doações de sangue. Participe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × dois =