Now Reading
Investigada por suspeita de fraude no DF, Viação Marechal deixa de operar em Curitiba

Investigada por suspeita de fraude no DF, Viação Marechal deixa de operar em Curitiba

Investigada pelo Ministério Público do Paraná Distrito Federal ao menos desde janeiro deste ano, a Auto Viação Marechal deixou de operar no sistema de transporte coletivo de Curitiba, informou nesta segunda-feira (6) a Urbs em resposta a pedido de informações protocolado pelo Livre.jor.

Segundo a Urbs, “a empresa Auto Viação Marechal Ltda. passou por uma cisão parcial, deixando de operar no sistema de Transporte Coletivo de Curitiba. A operação da Auto Viação Marechal Ltda. no âmbito de Curitiba foi absorvida pela empresa Transporte Coletivo Glória Ltda.” Não é possível dizer, neste momento, se há relação entre a saída de cena da Marechal e a investigação.

A mudança não foi anunciada pela Urbs. O Setransp, sindicato que reúne as empresas do setor, falou em fusão entre Glória e Marechal num post de 17 de maio em sua página no Facebook e em comercial veiculado em emissora de rádio de Curitiba – mas não no site oficial. Ao menos por esse jornalista, o anúncio passou despercebido.

Pedimos informações à Urbs após repararmos que alguns ônibus que pertenciam à Marechal (cujos prefixos começavam com a letra A) haviam passado a circular com prefixos iniciados com B, da Glória – entre eles quase todos os polêmicos ônibus híbridos que operam a linha Interbairros I. Isso motivou nosso pedido de informações à Urbs.

Veja aqui a relação das linhas que eram operadas pela Marechal. Aqui está o contrato firmado em 2010, após a licitação do transporte coletivo de Curitiba, entre a Urbs e o consórcio Pontual – que inclui a Marechal e a Glória, ambas empresas do grupo Gulin.

A investigação

O portal Paraná Online informou, em 27 de janeiro passado, que o Ministério Público cumpriu mandados de busca e apreensão em instalações da Marechal, em Curitiba. Há suspeitas de fraudes em licitação do transporte público no Distrito Federal, onde a Marechal também atua.

À época, a Marechal confirmou ao Paraná Online, através de nota, a operação na sede da empresa.

Estamos em contato com as assessorias de imprensa do Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) e da Urbs em busca de novas informações. Assim que as tivermos, atualizaremos o texto.

View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

três × cinco =

Scroll To Top