Medalhas para premiação política podem custar até R$ 45 mil

AEN

Compra de medalhas para cerimônia de entregas das comendas da Ordem Estadual do Pinheiro podem custar até R$ 44 mil para o governo paranaense. De acordo com o edital, cujo extrato foi publicado no Diário Oficial da Indústria da última segunda-feira (31), a compra se justifica pelo “atendimento as necessidades da Coordenadoria do Cerimonial e Relações Internacionais da Casa Civil, tendo em vista que estas servem como a maior condecoração que o Estado do Paraná oferece a um cidadão, em reconhecimento de seus esforços prestados à sociedade, seja a nível estadual ou nacional”.

A condecoração existe desde 1972, quando a ordem foi fundada pelo então governador Pedro Viriato Parigot de Souza, para, conforme indica o decreto 2877/72, “galardoar brasileiros e estrangeiros, civis, e militares que se hajam distinguido pela notoriedade do saber ou por serviços relevantes prestados ao estado do Paraná”.

De lá pra cá, anualmente são compradas novas comendas e realizado cerimonial para a festividade de nomeação dos novos membros da lista de agraciados com a mais alta comenda concedida pelo governo do Paraná.

Os novos membros ainda serão nominados, mas, conforme já publicado aqui no Livre.jor, sabemos que a Ordem do Pinheiro conta com nomes como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, o ministro da saúde, Ricardo Barros, o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, o prefeito eleito de São Paulo, João Dória Júnior, o senador e ex-governador Álvaro Dias e o irmão Osmar Dias, as duplas sertanejas Chitãozinho e Xororó e Zezé di Camargo e Luciano, o senador Aécio Neves, o narrador esportivo Galvão Bueno e muitos outros.

A depender do edital recém-publicado pela Casa Civil, a lista vai crescer ainda mais. Caso todas as comendas a serem compradas já estejam com indicação, a lista de agraciados com a comenda da Ordem Estadual do Pinheiro deste ano contará com 30 intitulados para a classe Grã-Cruz, 40 para a de Grande Oficial e 46 para a de Comendador. Para cada item de premiação o edital prevê a compra da própria comenda em metal, mais a fita ara acabamento, uma passadeira para a premiação e um estojo para a comenda e passadeira. Somados, os kit de itens da comenda da classe Grã-Cruz pode custar até R$ 455, a de Grande Oficial chega a R$ 360 e a de Comendador pode alcançar o valor de R$ 654.

Clique aqui e confira a íntegra do edital de compra das comendas. Quer saber quem mais está na lista? Então confira abaixo o levantamento que fizemos com os agraciados com a comenda desde a criação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 15 =