Dobrou gasto com passagens e hospedagens na Alep em fevereiro

Os deputados paranaenses gastaram R$ 54 mil da cota parlamentar de fevereiro para pagamento de passagens e hospedagens, mês no qual termina o recesso parlamentar da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). O valor é o dobro consumido nas mesmas rubricas em janeiro, pouco mais de R$ 25 mil.

Apesar do aumento, os gastos com a cota ainda se concentram em combustíveis e locação de veículos, que juntos consumiram em fevereiro 45% dos R$ 1,3 milhão de verba ressarcida aos parlamentares. É que os 54 deputados estaduais, para custear seu mandato, podem gastar até R$ 31,4 mil por mês em um conjunto definido de gastos, pelos quais são ressarcidos mediante apresentação de nota fiscal.

Apenas para pagamento de alugueis de carros, os deputados do Paraná, em fevereiro deste ano, usaram R$ 228 mil – uma média de R$ 4,2 mil por parlamentar. Já em combustíveis, o valor foi de R$ 223 mil. Na sequência da lista de gastos da cota em fevereiro está a rubrica de serviços técnicos, com R$ 214 mil, e serviços de divulgação de atividade parlamentar, com R$ 115 mil.

Na outra ponta, as rubricas com menos gastos foram as de frete e transporte de encomendas, com R$ 70,00 de uso, serviços de reprografia, com R$ 95,00 usados e serviços de seguranças especializadas, que consumiu R$ 937,00 da verba no mês.

Os dados, divulgados mensalmente pela Alep, alimentam o observatório Na Conta do Deputado, mantido pelo Livre.jor para acompanhamento do uso da verba parlamentar. A base de informação conta com dados de janeiro de 2015 (início da legislatura) a janeiro deste ano, último mês divulgado até o momento.

As informações atuais foram atualizadas em 28 de março, conforme aponta o portal da transparência da assembleia. Confira no observatório do Livre.jor como seu deputado tem usado a cota parlamentar desde que foi eleito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 15 =