Paraná planeja gastar R$ 642 mil em “controle de distúrbios civis”

A próxima gestão do governo do Paraná vai começar com equipamentos novos para “controle de distúrbios civis”. Nesta semana o Executivo realizou licitação para comprar capacetes e caneleiras anti tumulto. O teto do edital é de R$ 642 mil pelos equipamentos.

O contrato de um ano para fornecimento dos materiais prevê compra de até 764 pares de caneleiras, com preço do conjunto estimado em R$ 305, e de 764 capacetes, por R$ 535 a unidade. Os equipamentos serão para as atividades de controle de distúrbios realizadas pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar, pelo Departamento Penitenciário e pela Polícia Civil.

Para a administração, segundo a justificativa da licitação, é fundamental que, na intervenção policial, o agente de segurança pública esteja protegido. Para isso é fundamental “a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) apropriados às ações de Choque que resguardem a integridade física do policial militar sem que existam baixas por lesões provenientes de arremessos de objetos contra a tropa”. Clique aqui e confira a íntegra do edital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 3 =