Petrobrás seria a pauta, disse ministro sobre encontro com Temer

Reprodução Planalto.gov.br

Dia #7. Maio, 18. Os senadores filmados pelos jornalistas do governo federal, após o café desta manhã com o presidente
interino Michel Temer no Palácio do Jaburu, repetiram o combinado: nos próximos dias será anunciado rombo de R$ 150 bilhões nas contas públicas. Cássio Cunha Lima, do PSDB, foi além. Adiantou que o peemedebista se queixou aos colegas de “boicotes praticados antes da saída da presidenta”. Temer teria dito mais: que só teve, desde que assumiu o Poder, três dias úteis – apesar de amanhã fazer uma semana da notificação oficial.

De novo, só o evento no Jaburu ganhou atenção do Palácio do Planalto. Nada foi dito sobre as reuniões com os ministros Gilbero Kassab, das Comunicações, e Fernando Coelho Filho, das Minas e Energia. Se o padrão dos dias anteriores for mantido, amanhã nomes de secretários deverão ser anunciados. Até porque Filho deixou escapar para a imprensa, num raro vazamento das pautas desses bate-papos, que discutiria com Temer a presidência da Petrobrás. Pedro Parente nega sondagens faz uns dias…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 2 =