Prometeu tem que cumprir? Então veja se seu prefeito está em débito com sua cidade

Em maio passado, o Livre.jor publicou os planos de governo dos prefeitos eleitos na Grande Curitiba. Montamos um mapa linkando todos os arquivos direto do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Bem, aumentamos uma cidade aqui, ou acolá, e quando menos nos deparamos, a lista com os 399 municípios desse “paranazão” estava completa.

Você conhece o plano de governo que o prefeito da sua cidade uso para se candidata nas eleições passadas? Conhece as promessas e compromissos feitos por ele para ser eleito? Pois então se anima e acesse o mapa que criamos com os planos. Basta encontrar a sua cidade, clicar na marcação que determina o município, e baixar o arquivo em PDF, conectado direto do servidor do TSE.

E depois? Oras, confira os itens elencados pelo prefeito, enquanto candidato, e veja se ele atendeu ou se está nos planos cumprir o prometido. E vamos fazer um trato. O que você achar de proposta não cumprida aí na sua cidade, questione a prefeitura e envie a resposta pra gente no e-mail alexsandro@livre.jor.br.

Nos links dos planos de governo você encontrará os mais variados tipos de propostas, uns mais genéricos, outros com questões pontuais, alguns com dezenas de páginas e outros com apenas poucos tópicos em uma folha apenas.

A entrega do documento com propostas à prefeitura é uma cobrança do TSE desde a eleição de 2014. A obrigatoriedade é prevista no artigo 27 da resolução n.º 23.455/2015, que dispõe sobre os registros para as eleições de 2016. Ou seja, todos os prefeitos eleitos tiveram que, na candidatura, entregar as suas propostas.

No entanto, não há uma determinação de estrutura, ou seja, de como esse documento deve ser entregue, com quantidade mínima ou máxima de informação. Com isso, os documentos não definem necessariamente ações concretas e pontuais, mas eixos de ações pelos prefeitos.

Dos planos de governo que publicamos em maio, tivemos os mais variados eixos e itens de promessa. Café com o prefeito? Em Campina Grande do Sul, um dos itens das propostas é a criação do “Programa Café com o Prefeito, onde será, semanalmente, ouvida a população”. Se o negócio é acesso à internet, em Mandirituba a proposta é ter wi-fi nos prédios, praças e “áreas de convivência”. Em Piraquara, o incentivo é para a produção individual alimentar, com a criação do “programa horta em casa”. Em Doutor Ulysses, dentre os projetos está o oferecimento de kits escolares com “maior variedade e qualidade”.

Em Adrianópolis, o prefeito eleito, à época da campanha, lançou compromisso de criar mais vagas nas creches para atender “as mães que trabalham”, implantar “rede 100% informatizada na área de saúde”, e realizar audiências públicas “visando subsidiar a elaboração de planos de trabalho, estabelecendo serviços prioritários para cada comunidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 5 =