Propaganda em 2017 custou onze vezes mais ao Paraná que a publicidade obrigatória

Para cada R$ 11,33 gastos com propaganda institucional do governo do Paraná em 2017, apenas R$ 1 foi destinado à publicidade legal – que é a divulgação de avisos, balanços, relatórios e outros comunicados que órgãos e entidades da administração estão obrigados a tornar públicos por força de lei ou de regulamento. Ou seja, não foi só em valores absolutos que o gasto de R$ 164 milhões com propaganda em 2017 foi o recorde da década. O mesmo ocorreu na desproporção da despesa ante a publicidade legal, que ficou em R$ 14,5 milhões.

Já havíamos mostrado essa tendência no ano anterior, quando a razão entre publicidade legal e propaganda institucional em 2016 foi de 9,99. A questão é que, com a escalada dos gastos com divulgação dos atos de governo por dois anos consecutivos, também essa “desproporcionalidade” atingiu patamar inédito na década, superando o recorde anterior, registrado em 2012 (razão de 10,57). De lá para cá, os números tinham se mantido abaixo dos dois dígitos: 2013 (7,15), 2014 (6,13), 2015 (9,51) e 2016 (9,99).

Vale apontar que enquanto o gasto com publicidade legal cresceu 10% de 2016 para 2017, passando de R$ 13,1 milhões para R$ 14,5 milhões, a despesa com propaganda aumentou duas vezes mais. A divulgação não obrigatória das ações de governo pulou de R$ 131 milhões em 2016 para R$ 164 milhões em 2017 – salto de 24%. Abaixo publicamos a relação de gastos com publicidade legal em 2017, com os valores agrupados por órgão. Também os números dos anos anteriores.

One comment

  1. É um despautério senão típica improbidade; esse expressivo montante não serviu à implementação de nenhum serviço ou obra publica; dinheiro público para o ralo da propaganda enganosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − quinze =