Quanto ganha um diretor-geral, um procurador, um auditor fiscal? Tabela saiu no diário oficial

Com a reposição da inflação concedida em janeiro pelo governado do Paraná, efetivos e comissionados tiveram 10,67% a mais no contracheque. Nesta quarta-feira (3), a tabela salarial dos funcionários sem vínculo efetivo foi publicada na edição 9.629 do Diário Oficial do Estado, ao lado das gratificações existentes para os servidores de carreira.

Os cargos de diretoria, os famosos DAS-1 em “oficialês”, agora valem R$ 12.697,64, por exemplo. Está tudo na resolução 4.279/2016 da Secretaria da Administração e da Previdência, que é bem detalhada e pode ser conferida na íntegra entre as páginas 23 e 47, onde estão discriminados os valores de diversas carreiras.

Lá dá para ver, inclusive, que os membros da Procuradoria Geral do Estado (PGE) têm subsídios que variam de R$ 24 mil a R$ 29,5 mil, sendo que o chefe da PGE recebe R$ 31,9 mil de remuneração bruta – só dois mil reais a menos que o próprio governador. Para saciar a curiosidade, aqui está um PDF com as tabelas – daí ninguém precisa navegar às cegas no sítio da Imprensa Oficial na internet.

“E os auditores fiscais?”, vocês perguntam. Aí está a tabela de remunerações da Receita Estadual, foco da Operação Publicano, cujas ações penais já citam mais de 200 pessoas, entre auditores fiscais, empresários, advogados, contadores e parentes dos envolvidos. Nessa confusão sobrou até para Beto Richa, cujo nome foi relacionado por investigados que disseram ter dinheiro do esquema de sonegação fiscal na campanha do PSDB ao Palácio Iguaçu.

160203 remuneração DAS Valor CCs e FGs – Paraná – 2016 160203 remuneração receita estadual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 1 =