Encerramento do portal Domínio Público é boato, afirma MEC

O portal Domínio Público não irá acabar e menos ainda encerrar suas atividades por falta de acesso ou de verba. Quem diz isso é a Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação,responsável em manter o site e o acervo no ar, em resposta ao pedido de informação do Livre.jor sobre o futuro da biblioteca digital, cujo fechamento circula há anos em correntes e mensagens de e-mail e nas redes sociais.

Recentemente o boato ressurgiu no Wathsapp de um amigo que comentou o caso. Ficamos curiosos e questionamos o Governo Federal. E está aí a resposta, são afirmações infundadas, segundo o MEC. O portal Domínio Público vai muito bem, obrigado, e até em processo de “estudos para atualização”.

Diferente do que afirma o boato, não é alto o custo para a manutenção do portal. Na verdade, de acordo com o ministério, não há um custo específico, pois a manutenção do site ocorre integrada a dos demais portais mantidos pelo MEC.

Atualmente são mais de 170 mil arquivos de textos, imagens, sons e vídeos equivalente a meio terabytes. Mais especificamente 5,79447950433859676e+22 gigabytes. Quer ver o quanto vale isso em mega, kilobyte e outros, faça a conversão na calculadora de bytes. Obra completa de Machado de Assis, textos de Balzac, Dante, Friedrich Engels, Kant filmes, enfim, muita cultura e informação disponível gratuitamente num mesmo espaço.

E o site tem acesso? Questionamos isso também, mas infelizmente, segundo o MEC, devido ao processo de atualização, não há registros que deem conta dos acessos ao site nos últimos anos. Lá no portal tem a indicação de janeiro de 2014 como último mês de contagem. Mas é isolado, sendo o válido o de janeiro de 2011, que registra 424.320 visitas no mês.

Apesar de não temos os números dos acessos mensais, sabemos quais a quantidade de downloads e quais os principais tipos e temas de arquivos procurados. De janeiro a agosto deste ano, o site já registrou mais de 156 mil downloads.

No primeiro lugar de tema está Educação, com 16 mil downloads, seguido de Direito, com quase 14 mil, Letras, com 9,5 mil, Administração, com 9,3 downloads e assim vai. Vale lembrar que não tem apenas obras literárias lá no site, mas também teses e dissertações.

Em 2014, os mesmos temas ocuparam os primeiros lugares no ranking de arquivos baixados dentre os 290.548 mil downloads. Confira abaixo o acervo do portal por tipo de arquivo e a quantidade de downloads pelos principais temas registrados neste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 2 =