Recém nomeado, chefe de gabinete de Mauro Ricardo tem poderes de secretário da Fazenda

Via de regra, o chefe de gabinete de secretário de governo, dentre outras funções, auxilia na elaboração de documentos, gerencia a agenda do secretário e transmite as ordens e despachos do dono da pasta às unidades da secretaria. No entanto, o recém-nomeado para o cargo na Secretaria da Fazenda (Sefa), Celso Tadeu de Azevedo Silveira, mal esquentou o lugar e já recebeu de Mauro Ricardo Costa atribuições de Secretário de Governo.

Celso Tadeu – cuja nomeação consta na edição 9.477, do Diário Oficial do Executivo (DOE), de 23 de junho (com retificação em 25 de junho) – segundo a resolução 410/2015 da Sefa, publicado no DOE de segunda-feira passada (29), competência para substituir cargos de chefia, além de assinar contratos e autorizar e homologar processos licitatórios da Secretaria, funções que segundo o artigo 45 da Lei n° 8485/87 são de responsabilidade do Secretário de Estado.

Ainda na Resolução, Celso Tadeu recebe a competência do secretário de destinação de bens e mercadorias de que trata a Lei n° 8005, de 14 de dezembro de 1984, além de autorizar, de acordo com o disposto no Parágrafo Único do artigo 2° do Decreto n° 3488, de 07 de fevereiro de 2001, no âmbito da Secretaria de Estado da Fazenda, o deslocamento de servidores e a consequente liberação de recursos financeiros para dar aporte às despesas com viagens dentro do território nacional.

Apesar de desconhecido no cenário político paranaense, o mais novo comissionado da Sefa já tem história com o Secretário Mauro Ricardo em outras gestões públicas. A última atuação em conjunto foi na prefeitura de Salvador, em que Mauro Ricardo foi secretário da fazenda, enquanto Celso Tadeu ocupava o cargo de controlador-geral do município.

Outro membro de antigas equipes de Mauro Ricardo também transferido para o governo do Paraná é o atual diretor-geral da Secretaria da Fazenda, George Hermann Rodolfo Tormin, que acumula cargo de conselheiro fiscal da Copel, conforme site da empresa estatal, e do Conselho de Fiscal da Sanepar, disponível nosite da estatal.

O trio também já atuou junto na Fundação Nacional de Saúde, entre 1999 e 2003, entre as gestões dos ex-ministros da saúde, José Serra e Barjas Negri. Á época, Mauro Ricardo foi presidente da Funasa, George Hermann ocupou o cargo de diretor-executivo e Celso Tadeu foi diretor do departamento de administração.

Atenção! – Nada de confundir informação com denúncia. Não há nenhum ato ilegal aqui, ou coisa que o valha. O valor-notícia deste fato é entender a dinâmica administrativa de uma das secretarias mais importantes do Paraná, e que é protagonista tanto no “ajuste fiscal” quanto no futuro político da gestão Beto Richa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + sete =