Ressarcimento a deputados do PR custou R$ 1,6 milhão à Assembleia em setembro

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) gastou R$ 1,6 milhão em verbas de ressarcimento aos deputados estaduais em setembro deste ano. Os dados, que atualizam o observatório Na Conta do Deputado, criado pelo Livre.jor para acompanhamento dos gastos na Casa de Leis, são da própria Alep, que lançou os novos valores na última atualização do portal, no dia 23 de novembro. No acumulado de 2017 até agora, computados nove meses desse tipo de despesa, o gasto com ressarcimento chega a R$ 13,4 milhões.

Segundo o regimento interno da Alep, por mês, cada deputado estadual tem direito a receber R$ 31,4 mil de ressarcimento por serviços e produtos pagos durante o exercício da atividade parlamentar. Com isso, após comprovar o gasto, o parlamentar recebe o dinheiro de volta. Se não gastar a cota em um mês, acumula para gastar ao longo do ano.

Em setembro, o maior gasto foi com combustíveis, quase 17% do total do mês –  o equivalente a R$ 272 mil. Na sequência, em quantidade de recurso utilizado, está a rubrica de locação de veículos, com R$ 217 mil, seguido de serviços técnicos profissionais, com R$ 206 mil.

As três rubricas também foram as que mais consumiram o recurso desde janeiro. Ao longo dos nove meses de 2017, os deputados foram rembolsados em R$ 2,2 milhões por gasto com combustíveis, R$ 1,8 milhão por locação de veículos e R$ 1,7 por serviços técnicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =