Sabe quanto vale o Teatro Guaíra?

A estrutura física e os bens móveis do edifício sede do Centro Cultural Teatro Guaíra (CCTG) somados chegam a R$ 91,6 milhões. Os dados constam em edital para contratação de empresa de seguros para o espaço. O montante é referente ao Valor em Risco Declarado (VRD) constante no documento. Apenas o edifício está avaliado em R$ 86,4 milhões. Os R$5 milhões restantes são referentes aos móveis, equipamentos de informática, som, instrumentos musicais e demais bens móveis.

O valor máximo do edital do seguro do Guaíra e do Teatro José Maria Santos, na Rua Treze de Maio, é de R$ 206 mil. No edifício sede do Guaíra, em um espaço de 17 mil m², estão contabilizados os pavimentos subsolo, térreo, plateia, 1.º e 2.º balcão, cobertura e demais auditórios.

Ainda segundo o documento, o valor máximo de indenização é de 80% sobre o montante de risco declarado. Não estão assegurados os veículos de quaisquer espécies, bem como seus conteúdos, peças e acessórios; projetos, plantas, moldes ou papéis que contenham valor; joias, quadros, objetos de arte ou de valor estimativo, raridades, tapetes, livros, coleções e quaisquer objetos raros ou preciosos; dinheiro em espécie; acervos de figurino (guarda-roupas); e acervos de materiais cênicos.

Segundo o edital, a justificativa do seguro é pela “necessidade da administração de manter assegurados os imóveis discriminados e prevenir-se de eventuais sinistros (incêndio, queda de raio e de aeronave; explosão, danos elétricos e danos causados por vendaval), que possam ocorrer em seus imóveis, bem como nos equipamentos, aí incluídas os mobiliários, equipamentos, máquinas e materiais diversos que os guarnecem, conferindo maior segurança ao patrimônio deste CCTG e minimizando os danos e prejuízos decorrentes, assegurando-se a continuidade dos serviços e a recomposição do patrimônio afetado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 8 =