Só 9 pessoas usam RSS para ler notícias do Livre.jor. Podíamos melhorar isso, né?

O blog do Esmael Morais é acompanhado por 173 pessoas na plataforma Feedly. O Fábio Campana, por 127. O jornalista Rogério Galindo, do Caixa Zero, publicado pela Gazeta do Povo, 40. Enquanto isso, o RSS do Livre.jor é acompanhado só por 9 pessoas – 3 delas eu sei quem são, a começar por mim.

Se você lê notícias todos os dias, e ainda não usa um leitor de RSS para fazer isso melhor e mais rápido, desculpa eu dizer, está perdendo muitas horas de vida. Neste quesito, o Feedly é um dos mais utilizados mundo afora (tutorial em português no Youtube aqui; dicas em inglês, aqui).

Funciona igual a um email: cada vez que um site com RSS cadastrado publicar uma notícia, você recebe ela numa “caixa postal”. Pode ler direto ali, visitar a página original e até compartilhar em uma dezena de redes sociais. Isso tudo sem a necessidade de pular de página em página. O Feedly, na versão básica, é gratuito. O app para celular, inclusive, é ótimo (Apple e Android).

Outra vantagem é que o login pode ser feito com as suas conta do Facebook, Google ou Hotmail. Então, não importa em qual suporte você esteja, ele estará sempre sincronizado. E além de ser prático, o Feedly ainda é um bom termômetro de popularidade, pois está menos exposto à venda de tráfego na internet (aqui e aqui).

Então, vejam só o que ele diz: Esmael Morais, 173; Fábio Campana, 127; Tarso Violin, 107; Galindo, do Caixa Zero, 40; Política em Debate (dos jornalistas do Bem Paraná), 32; Tupan, 26; André Gonçalves, da Conexão Brasília, 25; Angelo Rigon, de Maringá, 23; Boca Maldita, 22; Roseli Abrão, 18; Zé Beto, 17; Karlos Kolbach, 15; Cícero Cattani, 14; Livre.jor, 9; Fábio Silveira, do Jornal de Londrina, 4; e Valdir Cruz, 3.

[Tem que ser considerado que os RSS da Gazeta do Povo, infelizmente, não permitem seguir os colunistas – então nada de Celso Nascimento nessa lista. As assinaturas do Galindo e do André Gonçalves, até bem pouco tempo também apresentavam algum problema de TI  – mas que já foi consertado. A Folha de Londrina nunca criou um RSS pro Luiz Geraldo Mazza. Ruth Bolognese entregou-se a outras atividades. E o site da Roseli Abrão, que eu recomendo, está com problemas de feed desde 2013]

No fundo, esse ranking não significa muito. É uma contagem feita entre viciados em notícia – uma pesquisa de opinião entre heavy users de informação. Mas vai dizer que não é interessante ter uma métrica diferente dessa de número de acessos, visitantes únicos, seguidores no Twitter ou curtidas no Facebook?

Com isso em mente – que se trata somente da quantidade de usuários do Feedly (maior plataforma de RSS hoje em dia) que acompanham post a post o que essas pessoas publicam –  para comparar, o Fernando Rodrigues, do UOL, tem 409 leitores via RSS; Josias de Souza, 707; Noblat, 1.000;  Reinaldo Azevedo, 502; Luís Nassif, 1.000; e o Sakamoto, 3.000.

Que tal adicionar o Livre.jor? Inscreva-se no Feedly e depois clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =