No dia 6 de outubro Michel Temer (PMDB) sancionou a “Lei Serraglio”, uma manobra para manter no cargo um número ainda desconhecido de cartorários que, entre 1988 e 1994, “trocaram” de serventias extrajudiciais sem prestar novo concurso público – a tal da remoção, até então tida por ilegal pelo Conselho Nacional de Justiça. Livre.jor cobriu…