TJ do Paraná fica em 11º no ranking de transparência do judiciário

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) é 60% transparente. Ao menos é o que aponta o ranking criado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para avaliar os canais de transparência e de divulgação de dados públicos por parte dos tribunais brasileiros. O levantamento inédito foi divulgado nesta semana. O Paraná fica em 11º na lista dos tribunais estaduais.

No topo da lista está o Tribunal do Distrito Federal, que pelos critérios do CNJ obteve 82% do total de pontos da avaliação. Em segundo, o Tribunal de Rondônia, com 79%. Ainda entre os dez primeiros, na frente do Paraná, estão os tribunal estaduais do Piauí, do Acre e de Roraima. No fim da lista, com 30%, está o Tribunal do Rio Grande do Norte.

O ranking também engloba os tribunais eleitorais, federais, militares, superiores, do trabalho e conselhos. Misturando todos,  o melhor avaliado pelo CNJ foi o Tribunal Eleitoral do Pará, que atingiu 89% de cumprimento dos critérios. Em segundo lugar geral, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia com 87,59% e, em terceiro geral, o Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe), 84,67%.

No ranking geral, o TJ-PR fica apenas no 59º lugar, em um total de 93 tribunais avaliados. O TRE-PR se saiu melhlro e ficou na 45ª posição no ranking.

De acordo com o CNJ, a avaliação contemplou transparência ativa e passiva. A mensuração feita pelo conselho foi com base em uma série de questionários respondidos e enviados pelos tribunais neste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × um =