Tribunal de Justiça gasta em média 2,2 mil garrafas térmicas por ano

O tribunal de justiça do Paraná TJ-PR pode gastar até R$ 34 mil para compra de 1.500 garrafas térmicas. Segundo o edital de licitação, cada equipamento pode chegar ao custo unitário de R$ 22,9. Em estoque, o órgão conta com 104 garrafas.

Nos últimos quatro anos, o consumo de garrafas, de acordo com o edital, foi de 2,2 mil unidades. Em 2015 o TJ registrou o maior número de utensílios utilizados no período, 2.478 garrafas térmicas. Confira no quadro abaixo aqui na edição extra do #ComprasDaSemana a evolução de uso de garrafas do TJ.

Infogram

A licitação é para registro de preço e eventual compra de equipamento. Ou seja, não há obrigatoriedade do tribunal em efetuar a compra total do cotado. Além disso, a licitação do TJ não é apenas para as garrafas, mas para “eventual aquisição de materiais de consumo de copa, cozinha e utensílios em geral”.

Afora as garrafas, na lista de equipamentos cotados constam 200 açucareiros ao custo unitário de até R$ 26,9; 200 bandejas plásticas antiderrapantes de até R$ 36,2; um lote de 300 escovas para garrafas térmicas, cujo preço pode chegar a R$ 7; lote de 300 escovas para bicos de bules ao custo de até R$ 8,25; dois lotes de 300 peneiras para chás, sendo um deles para pequenas ao custo de até R$ 4,7 e outro para peneiras grandes ao preço de até R$ 10,25; meio milheiro de porta filtro para café ao custo unitário de até R$ 6,7; um lote de 200 chaleiras de alumínio polido ao custo unitário de até R$ 62,5 e 700 talheres de aço inox, sendo 200 facas de serra para pão ao custo unitário de R$ 9,9 e 500 colheres de arroz de até R$ 9 cada. A licitação pode chegar ao custo máximo de R$ 78,3 mil para todos os lotes. Veja aqui no site do TJ o edital completo.

#comprasdasemana – Seguimos a empreitada, aqui no Livre.jor – totalmente inspirada pelo Contas Abertas – de vasculhar editais e diários oficiais para registro das compras mais inusitadas, despropositadas e divertidas dos poderes públicos paranaenses. Ressaltamos que não há aqui qualquer apontamento ou indicação de suspeita de irregularidade nestes gastos, apenas resolvemos agrupar as compras pitorescas, que se destacam nas páginas dos editais públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − dez =