Você pagou R$ 3,6 milhões pro governo do PR fazer pesquisa de opinião

Em Realeza, município do sudoeste paranaense, 63% dos cerca de 17 mil habitantes assistem a RPC Foz, que 47% ouve a Rádio Clube AM e que 32% lê a Gazeta do Paraná, seguido de Jornal de Beltrão, com 29%. Este é o resultado principal de uma pesquisa realizada em 2012 com participação de 300 entrevistados. Você acha interessante isso? O governo acha. Tanto que pagou R$ 143 mil para chegar a esses dados.

Esta é uma das 16 pesquisas promovidas por agências sob contrato da Secretaria de Comunicação (Secs) do governo estadual nos últimos cinco anos. O custo dos levantamentos, que buscam saber quais os hábitos de leitura e consumo de mídia, além do posicionamento dos paranaenses, chega a R$ 3,6 milhões. Os dados foram fornecidos pelo governo ao Livre.jor via LAI.

Pesquisas chegam a R$ 400 mil – de acordo com a tabela de gastos da secretaria com pesquisa, a maior parte do recurso foi para pagamento de três pesquisas em 2012 e três em 2013. Somadas elas custaram R$ 1,8 milhão. Neste ano, a Secs realizou entre janeiro e junho – data base do pedido de informação do Livre – duas pesquisas, ao custo de R$ 469 mil.

Os valores unitários das inferências, de acordo com os dados do governo, variam entre R$ 10 mil por uma análise de visitas e comportamento de internautas nas páginas de serviços do governo estadual, a R$ 403 mil em uma pesquisa envolvendo 33 mil pessoas de 58 municípios para conhecer seus “hábitos de consumo de mídia”.

Comissão para agência – Todas as pesquisas realizadas pela Secs foram mediadas pelas agências que detinham o contrato de publicidade do governo nos últimos anos. Em dois casos, ambos em 2012, a agência que mediou as pesquisas ficou com R$ 20,6 mil de “comissão” pelo “agenciamento” e acompanhamento das pesquisas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =