Votos de pesar e congratulações são mais de 40% dos requerimentos dos deputados

Alep/Fotos Públicas

Mais de 40% dos 3.046 requerimentos realizados pelos deputados estaduais em 2015 são de votos de pesar e congratulações. De acordo com a Seção III do Título IV do regimento interno, que trata de elaborações legislativas, requerimento “é todo pedido dirigido ao presidente da Assembleia, sobre objeto do expediente ou de ordem, por qualquer deputado ou comissão”.

Ao todo, foram 798 pedidos de votos de pesar e 489 de congratulações – 1.287  dos 3.046 requerimentos, ou 42,25% do total.

Segundo o regimento da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), os requerimentos de pesar e congratulações dependem de aprovação do plenário, conforme prevê o item V (manifestação de regozijo ou de pesar através de ofício, telegrama ou por qualquer forma escrita) do artigo 131.

Portanto, os requerimentos dessas naturezas são postos em votação nas sessões parlamentares, tal qual os projetos de lei.

O deputado que apresentou maior número de votos de pesar foi Plauto Miró (DEM) – eles foram 369 dos 383 requerimentos feitos pelo parlamentar. Em segundo lugar está Bernardo Ribas Carli (PSDB), com 120 votos de pesar dentre os 125 requerimentos que encaminhou na Alep. Já no quesito congratulações, a deputada Claudia Pereira (PSC) foi quem mais apresentou requerimentos – 100 dos 133 apresentados por ela.

Os requerimentos apresentados pelos deputados tratam das mais variadas solicitações, de pedidos de informação ao Poder Executivo a uma moção de apoio à conclusão da construção de um shopping center em Cascavel, realizada pelo deputado Márcio Pacheco (PPL).

Da lista de curiosidades, também constam requerimentos de congratulações aos restaurantes Spachetto e Dona Laura, ambos de Ney Leprevost (PSD), e uma moção de aplausos para o Ferroviário Esporte Clube, de Péricles de Mello (PT).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × três =