Vulnerabilidade x atendimentos: como está a saúde pública em Curitiba?

A região Sul de Curitiba reúne os bairros com maior número de famílias em condição de alta vulnerabilidade social em termos de saúde básica. A unidade de saúde mais crítica, segundo dados da prefeitura de Curitiba, é a do bairro Caximba. Na outra ponta, o bairro São Francisco, na região central da cidade, é o que aponta menor demanda na área da saúde. Livre.jor teve acesso ao mapeamento realizado pelo Executivo.

Essa categorização das unidades de saúde foi feita a partir de um indicador próprio, chamado Índice de Vulnerabilidade das Áreas de Abrangência das Unidades Municipais de Saúde (Ivab). Com o documento que reclassificou as 111 unidades de saúde, bem como uma lista dos atendimentos realizados em 2017, Livre.jor aplicou os dados no mapa da capital.

A comparação permite identificar que a concentração de atendimentos não se sobrepõe às áreas de maior vulnerabilidade – o que parecer ser a intenção da prefeitura com a adoção do Ivab. Os dados constam em pedido de informação realizado pela Câmara Municipal ao Executivo – e pode ser acessado aqui.  Confira como ficou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × três =