Copel reduz investimento em 2017 e propõe aumentar membros do CAD

A Copel reduzirá em R$ 545 milhões o valor de investimento previsto para este ano. Pela revisão, aprovada pelo conselho de administração da estatal com o objetivo de “readequar o cronograma físico-financeiro para 2017”, o setor de telecomunicação perderá R$ 14 milhões de investimento e o setor de distribuição sofrerá redução de R$ 90 milhões.

Contudo, a maior parte de corte do orçamento deste ano será do empreendimento do complexo da Copel de Cutia, no Rio Grande do Norte. A redução do parque eólico será de R$ 967,5 milhões para R$ 526,2 milhões.

A decisão, tomada na 170º reunião ordinária do Conselho de Administração (CAD) da estatal, conforme documento divulgado no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), foi publicada pela Copel no Diário Oficial da Indústria desta quinta-feira (28).

Estatal quer mais membros na “direção” da empresa – se por um lado o CAD definiu pela redução de investimento, por outro aprovou a ampliação de três para cinco o número de membros do “comitê de auditoria estatutário (CAE)”.

Além disso, o CAD também determinou, durante a 168º reunião ordinária em julho passado, a ampliação de 9 para 11 o número de membro do próprio Conselho de Administração da empresa. De acordo com a ata da reunião, o objetivo é que isso possibilite a empresa a “admitir conselheiros com domínio das regras contábeis locais e internacionais para integrar o Comitê de Auditoria Estatutário”.

A decisão pode afetar o montante global de pagamento dos administradores (CAD, diretoria, conselho fiscal e comitê). Em abril deste ano, a proposta votada pelo CAD de aumento dos valores globais para a remuneração foi de 46%, ou seja, R$ 4,1 milhões a mais que no ano anterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 12 =