Governo paranaense lança edital de R$ 351 mil para coffe break

O governo lançou edital para fornecimento de coffee break para várias secretarias e órgãos públicos em Curitiba e região. Para isso, o poder público está disposto a pagar até R$ 351 mil no lote de 19,5 mil refeições.

O preço unitário de cada coffe break pode chegar a R$ 18 para um menu com três opções de doces, – petit four, bolos como nega-maluca e carolina recheada-, mini sanduíche de salame italiano e salpicão de frango, folhado de peito de peru e croissant, sucos de maçã e laranja e outros doces, salgados e bebidas.

O edital é para registro de preços, portanto, não torna obrigatória a contratação do tal cotado. A compra é para atender a demanda do Aguasparana, APMG, BPP, BPR, CCB, Celepar, CGPM, CM-PR, CRE, DPC, ESPC, Fundepar, Graer, HPM-Funsaude, Sesp, Jucepar, Seap, Seds, Seed, Seju, Sesp e SUBPR-6CRPM.

Inclui no trâmite da licitação o fornecimento de utensílios “adequados para o consumo” das bebidas e comidas, como copos descartáveis, mexedores de cafés, prato, xícaras, talheres e guardanapos de papel. Com o edital dos “lanchinhos” abrimos mais um #ComprasDaSemana. Confira abaixo

R$ 1,5 milhão em sofás, poltronas e cadeiras giratórias em couro ecológico – sofás de até R$ 4,7 mil, poltronas de auditório ao custo de até R$ 2,2 mil e cadeiras giratórias com acabamento cromado e couro ecológico de até R$ 2,4 mil. O valor dos lotes pode chegar a R$ 1,5 milhão. Estes são alguns dos equipamentos previstos na licitação publicada pela secretaria de administração do Paraná para compra de mobiliário para vários órgãos do executivo estadual. O edital, que também contempla compra de mesas, cadeiras, armários e outros itens de mobiliário, tem o teto de R$ 11 milhões.

Apenas em sofás, o edital indica o limite de cerca de R$ 600 mil. Serão 46 sofás de três lugares e 105 sofás de dois lugares. Em poltronas para auditório, serão compradas 401 unidades ao custo de até R$ 841 mil. Já as cadeiras giratórias de até R$ 2,4 mil a unidade serão 47 unidades, com acabamento cromado, braços altos e couro ecológico. Clique aqui e confira a íntegra do edital no site da transparência do governo.

Edital do Senado prevê gasto de R$ 241 mil com jornais e revistas – Senado publicou edital para aquisição de “assinaturas eletrônicas anuais para acesso digital irrestrito aos veículos de comunicação”. O custo da licitação pode chegar a R$ 240 mil para acesso a 14 títulos de jornais de circulação diária e 8 revistas semanais de circulação nacional.

A medida, segundo o documento publicado pelo Senado, “visa garantir o acesso regular ao conteúdo completo de diversos veículos de comunicação”, sendo que o acesso aos veículos permite “busca e recuperação de informações, atualização em tempo real, além de diversas funcionalidades que facilitam o acesso à informação e são imprescindíveis para o serviço de clipping, além das demais áreas do Senado Federal”.

Pela lista dos jornais, os mais volumosos em termos de quantidade de assinaturas a serem compradas são a Folha de S. Paulo, o Estado de S. Paulo e O Globo, com 110 acessos e um custo por lote de até R$ 55 mil, e o jornal Valor Econômico, com 100 assinaturas e um custo de até R$ 60 mil. Na lista de veículos, com jornais de várias regiões do país, não consta nenhum publicação paranaense. Confira o edital no site do Senado

#comprasdasemana
Seguimos a empreitada, aqui no Livre.jor – totalmente inspirada pelo Contas Abertas – de vasculhar editais e diários oficiais para registro das compras mais inusitadas, despropositadas e divertidas dos poderes públicos paranaenses. Ressaltamos que não há aqui qualquer apontamento ou indicação de suspeita de irregularidade nestes gastos, apenas resolvemos agrupar as compras pitorescas, que se destacam nas páginas dos editais públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 5 =