Governo quer gastar R$ 782 mil em troféus e medalhas para premiações

A compra de 70 mil medalhas e 2,1 mil troféus para premiação em jogos do estado podem custar até R$ 782 mil aos cofres do governo. O edital é do Instituto Paraense de Ciência do Esporte (IPCE). Pelo edital, “é imprescindível à aquisição da premiação, troféus e medalhas, ora requerida, a qual será utilizada nos eventos do calendário oficial do corrente ano”.

Os materiais a serem comprados pelo governo atenderão às premiações dos Jogos Oficiais do Estado do Paraná, os Jogos Abertos do Cantuquiriguaçu, Jogos Abertos do Norte do Paraná, Jogos Abertos do Paraná, Jogos Abertos do Vale do Ivaí, Jogos Abertos Paradesportivos do Paraná, Jogos da Juventude do Paraná, Jogos Escolares do Paraná, Jogos Estudantis da Primavera e Jogos Universitários do Paraná.

“A premiação ora requerida, também é imperativa para execução do Projeto Verão Paraná, o qual objetiva levar atividades recreativas e esportivas aos veranistas que usufruem o litoral e a costa leste do Estado, em atenção ao dever constitucional do Estado de incentivar as práticas esportivas não formais”, defende o IPCE no edital.

Pelo teto da licitação, caso compre todos os itens, o governo gastará R$ 520 mil para adquirir as mais de 70 mil medalhas. O preço unitário varia de R$ 5,50 a unidade de medalha em acrílico, a R$ 8,43 a medalha de metal “com acabamento de superfície nos banhos ouro, prata e bronze”. Já nos troféus, o total a ser gasto pelo governo é de R$ 262 mil para a compra de 2,1 mil itens. O preço unitário varia de R$ 64 a R$ 180 o troféu.

A compra será por regime de ata de preços, e não implica em compra de todos os materiais cotados. Segundo o governo no edital, os “quantitativos foram estabelecidos de acordo com a previsão de demanda para o corrente ano de 2018, não implicando em obrigatoriedade de contratação, tendo como parâmetro os Jogos Oficiais do exercício anterior”.

O leilão será no próximo dia 4 de junho. O edital é para ata de preços, desta forma, o governo não necessariamente é obrigado a comprar todo o lote licitado. “Os quantitativos foram estabelecidos de acordo com a previsão da demanda para os Jogos Oficiais do Estado do Paraná no ano de 2019 e demais projetos traçados, não implicando em obrigatoriedade de contratação”, afirma o governo no edital. Clique aqui e confira o edital completo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 6 =