Maioria na prefeitura de Curitiba, mulheres recebem em média 26% a menos que os homens

As servidoras públicas da Prefeitura de Curitiba recebem em média 26% a menos que os homens. De acordo com dados do Executivo anexados ao projeto da Lei de Diretriz Orçamentária (LDO) para 2019,  enviado à Câmara Municipal, a média salarial das mulheres no serviço público da capital é de R$ 4,3 mil, cerca de R$ 1,5 mil a menos que a média masculina, de R$ 5,8 mil.

Na outra ponta, os dados revelam que as mulheres representam a maior parte do quadro de servidores da Prefeitura de Curitiba. Dos pouco mais de 30 mil funcionários, 80% são mulheres, aproximadamente de 25 mil. A média salarial das servidoras é R$ 300 menor que a média total das remunerações.

Pois é, pessoal. Quem achava que há diferença salarial entre homens e mulheres apenas no setor privado está enganado – e isso fala um pouco sobre o machismo institucional no mercado de trabalho.

E o quadro não está restrito à capital do Paraná. Em março de 2017, o Livre.jor publicou dados do governo estadual apontando uma diferença de 17% nas remunerações das mulheres em comparação a dos homens.

À época, os dados compilados via LAI apontavam as mulheres como maior parcela dos servidores, representando 60% dos 134 mil efetivos e comissionados do governo do Paraná. Mesmo sendo maioria, a média dos vencimentos das 83 mil mulheres efetivas, efetivas com função gratificada e comissionadas era de R$ 5,2 mil, cerca de R$ 1,1 mil a menos que dos homens, com R$ 6,3 mil em média.

2 comments

  1. Mas são os mesmos cargos ? Mesmo tempo de serviço? Vem descontado no contracheque o fator “feminino”? Existem dois estatutos diferentes, conforme o gênero? Ou é só uma comparação simplória mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + nove =