Matrículas na rede estadual de educação “encolheram” 20% em dez anos

Hedeson Alves/AEN

Em 2014, a rede estadual de educação básica teve 1,13 milhão de matrículas, distribuídas em 38.121 turmas. Dez anos atrás, sem considerar Educação Especial, Ensino de Jovens e Adultos e Educação Profissional, eram 1,4 milhão de matrículas
e 35.293 turmas. Os números são uma resposta da Secretaria de Estado da Educação ao pedido de informações 5.757/2015.

Ou seja, de 2004 para 2014, a queda foi de aproximadamente 20% – ao mesmo tempo em que foram abertas mais 3 mil turmas (8%). Se contabilizarmos 2013, quando foram registradas 1,16 milhão de matrículas, a redução foi de 3%. O número não é nenhuma surpresa, pois essa tendência já foi diagnosticada pelo Censo Escolar em outras ocasiões.

No ano passado, quando a repórter Adriana Czelusniak (“Cai o número de matrículas no ensino fundamental“, de maio de 2014) apurou o assunto, encontrou como explicações a migração de alunos para a rede privada, redução da população nessa faixa de idade, políticas de correção do fluxo escolar e a transição do ensino fundamental de 8 para 9 anos.

A imagem abaixo é trecho da resposta da secretaria, com uma tabela-resumo ano a ano e indicação dos links onde informações mais detalhadas estariam disponíveis. Por ora, temos os números gerais atualizados, mas como parece ser possível refinar a busca em breve teremos dados mais precisos.

150424 seed resposta numero alunos e turmas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 11 =