Palco na procuradoria pode custar até R$ 29 mil ao governo

A procuradoria estadual (PGE) publicou na última semana, no Diário Oficial, edital para construção de palco para o auditório. Segundo o órgão, o tablado é necessário para que “os participantes que estão mais distantes possam ver o palestrante e acompanhar adequadamente os eventos”. O teto da licitação é de R$ 29,3 mil.

De acordo com a PGE, o tablado também permitirá que “os fios e cabos dos computadores e outros equipamentos sejam melhores instalados, não ficando expostos e possibilitando o risco de acidente”. O palco, no entanto, não pode ser alto, “tendo em vista a altura do forro(gesso) do teto do auditório, com rampa para acesso de cadeirantes”.

Pela licitação, o tablado deverá medir 9,35 metros de largura e 3 metros de profundidade, com rampa de acessibilidade de dois metros com inclinação de 8,33%. A estrutura será em madeira e o piso em compensado. Clique aqui e confira o extrato do edital no Diário Oficial da Indústria. E na sequência, veja outras licitações no #ComprasDaSemana.

R$ 61 mil para locação de salas de reunião – a secretaria de saúde publicou edital para locar seis salas para realização das comissões temáticas do conselho estadual de saúde. O teto da licitação é de R$ 61,2 mil para a locação de72 diária ao ano. Pelo valor máximo da licitação a locação custará R$ 850 por reunião. De acordo com o edital, as salas devem ser equipadas com ar-condicionado, computador, projetor e impressora, além de ter capacidade para 40 pessoas e ter cadeiras estofadas em todas as salas.

O contrato terá vigência de 12 meses e as salas deverão ser no mesmo lugar, aponta o edital da Sesa. As justificativas para o edital, de acordo com a secretaria, é para que as salas tenham “infraestrutura mínima para o bom andamento e realização das reuniões”. Via LAI o Livre.jor questionou a secretaria se não há espaços na Sesa ou e imóveis do governo para a realização de tais reuniões sem a necessidade de locação de terceiros. Confira o edital no site de compras do governo

R$ 135 mil em persianas – a câmara dos deputados vai repor 480 m² de persianas que, segundo o edital de licitação, “não podem ser consertadas”, e para isso pode gastar té R$ 135 mil. Pelo edital, a justificativa é para atender as substituições e às “mudanças de layout na Câmara dos Deputados” nas “assessorias e seções de gabinetes do Departamento de Engenharia e Construção do Comando do Exército”. Pelo edital, os parlamentares comprarão 406 m² de persianas vertical, ao custo unitário máximo de R$ 242,99, e 80 m² de persianas horizontais, ao custo de até R$ 161,28. Todos os materiais serão de alumínio. Clique aqui e confira o edital no site da câmara.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 6 =