Now Reading
Farol Covid: risco da Covid-19 no Paraná ainda é alto; na Grande Curitiba é altíssimo

Farol Covid: risco da Covid-19 no Paraná ainda é alto; na Grande Curitiba é altíssimo

Segundo dados apurados pelo consórcio de pesquisadores do Farol Covid, o risco de transmissão do novo coronavírus no Paraná ainda é alto. Utilizando dados públicos sobre a pandemia do novo coronavírus, eles estimavam haver 59 mil casos ativos no estado em 20 de setembro – sendo que para para cada 10 pessoas infectadas, 6 não eram diagnosticadas. Ainda assim, o cálculo da Rt (taxa de contágio) estaria entre 0,8 a 1 – o que indica um cenário de estabilidade, com uma progressiva diminuição dos casos no horizonte do Paraná.

Para consultar os dados do Farol Covid é necessário saber que eles utilizam uma escala com quatro graus de urgência, que sai do menos preocupante (“novo normal”), e passa por dois estágios intermediários (“moderado” e “alto”) antes de chegar ao mais grave (“Altíssimo”). No caso do Paraná, apesar da confiança dos dados pontuar como “alto”, a situação e o controle da doença estão classificados como “moderado” e a capacidade do sistema é vista positivamente, como “novo normal”.

Os dados para a capital do Paraná, contudo, ainda não indicam a mesma “estabilidade” no avanço da doença. Para os pesquisadores do consório, no dia 3 de outubro a taxa de contágio em Curitiba poderia estar entre 0,8 e 1,1 – e todo número acima de 1 na projeção da Rt indica a possibilidade de aumento dos infectados. Os dados divergem dos divulgados pela prefeitura, para quem, no dia 5, a taxa de contágio na cidade estaria entre 0,87 e 0,96.

Hoje, a Secretaria de Saúde da capital estima haver 2.946 pessoas em condição de transmitir o novo coronavírusos “casos ativos”. Para o Farol Covid, que considera haver 7 pessoas contaminadas sem diagnóstico na regional de saúde (área mais abrangente que a cidade), o número pode ser maior. Mas o consórcio não especifica o dado para a cidade, dizendo que, no dia 20 de setembro, data da última atualização desse componente, na Grande Curitiba haveria 14,5 mil casos ativos estimados. Somando isso à possibilidade de Rt superior a 1, tem-se a classificação da cidade como em risco altíssimo de contágio.

See Also

É importante conhecer outras fontes de informação além das oficiais, para ponderar seu julgamento do desempenho dos gestores públicos. O Farol Covid é desenvolvido pela Impulso, pelo Instituto de Estudso para Políticas de Saúde e pelo Instituto Arapyaú – todas as três organizações sem fins lucrativos. O portal compila dados para prefeituras parceiras, com o objetivo de ajudar “no planejamento e na implementação das ações das redes de atenção básica”. Saiba mais sobre essa experiência clicando nesse link, que leva para o site coronacidades.org.