Now Reading
Nenhuma fotinho da reunião de Temer com ex-presidente Sarney

Nenhuma fotinho da reunião de Temer com ex-presidente Sarney

Dia #6. Maio, 17. Desde que foi empossado interinamente, só nessa quarta-feira Temer teve um período sozinho na sua nova sala. A agenda oficial dizia despachos internos a partir das 10h. Decerto para tomar fôlego, já que a tarde seriam oito reuniões diferentes – começando pela reunião com os manda-chuvas da Câmara dos Deputados. O Centrão quer André Moura (PSC-SE) na liderança do governo; PSDB, DEM e PPS gostariam de Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A Câmara dos Deputados pode ser o calcanhar de Aquiles de Temer, ainda mais agora que essa porção do Legislativo é dirigida pelo PP, na figura de Waldir Maranhão – o homem que ameaçou anular a famosa votação do impeachment “por Deus e pela família”. Esse parlamentarismo à brasileira é um trunfo que o Partido Progressista saberá usar se for ameaçado, daí o ministro da Saúde, Ricardo Barros, não poupar declarações polêmicas – mesmo fustigado pela imprensa.

Henrique Meirelles apresentou a equipe ecônomica aos jornalistas e só depois disso os levou para papear com Michel Temer. O objetivo aqui não é discutir a demissão forçada do presidente da EBC, mas a internet não registrou um pio sobre as conversas seguintes de Temer no dia. Nenhuma foto com o ex-presidente José Sarney, agendado para as 17 horas, só por que ele criou o Ministério da Cultura em 1985? Ou sobre o destino do ex-ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, que às 18h teria 15 minutos de prosa com Temer?

See Also

Tudo bem que passarinho na muda não pia, mas não precisava exagerar. Por exemplo, a senadora Marta Suplicy, encarregada de achar uma mulher para a Secretaria Nacional da Cultura, tinha horário às 18h15. O presidente do Senado, Renan Calheiros, às 19h. Às 20 horas, a agenda oficial acabava com uma visita do notório notívago José Serra – que nem no Twitter abriu o bico.