Now Reading
Com sessões online e em isolamento, deputados do PR pedem R$ 300 mil de ressarcimento com transporte

Com sessões online e em isolamento, deputados do PR pedem R$ 300 mil de ressarcimento com transporte

O cancelamento das sessões presenciais na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) desde 23 de março deste ano não foi o suficiente para zerar o deslocamentos dos deputados. Ao menos é o que aponta o gasto com transporte em abril, conforme relatório de ressarcimentos no portal da transparência da Assembleia. Só em combustível, os deputados gastaram pouco mais de R$ 41 mil, contabilizando as notas apresentadas do final de março até final de abril. A quantia daria para sanitizar ao menos duas milhões de pessoas, considerando o curso de R$ 9,00 por frasco de álcool em gel, conforme pesquisa no site Preço Paraná, do governo paranaense.

Soma-se ao custo com combustível os gastos com pagamento de aluguel de carros para utilização própria e de assessores. Em abril, foram nada menos que R$ 255 mil dos cofres para custear os gastos dos deputados. Com isso, o valor usado em transporte no mês passa dos R$ 300 mil. A quantia representa 30% dos pouco mais de R$ 1 milhão de ressarcimento recebidos pelos parlamentares em abril.

Por mês, cada deputado, segundo o Regimento Interno da Alep, tem direito a ser ressarcido em até R$ 31,4 mil com gastos referentes à atividade parlamentar. A verba está fora do cálculo do salário e da verba de gabinete do deputado. O recurso não gasto no mês corrente acumula-se ao próximo. A conta, contudo, zera com a virada do ano.

Depois de transporte, os maiores gastos apresentados pelos deputados em abril foram com divulgação de atividade, com jornais e publicidade, pouco mais de R$ 173 mil no período; seguido de pagamento de R$ 133 mil em serviços técnicos especializados, como advogados, contadores; e gastos com impressão de materiais e encadernação, com valor de R$ 66 mil.

See Also

No gráfico acima com os gastos por tipos de rubricas, o valor de transporte está maior que o especificado no começo do texto devido às notas de fevereiro e início de março apresentadas pelos deputados para ressarcimento. Como a comparação é sobre o período de suspensão das sessões presenciais, foram retiradas do cálculo tais notas.

View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

um × um =